Google+ Followers

terça-feira, 19 de novembro de 2013

the logical song


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia de Marte, na 2ª hora de Vênus: As Estrelas (6 de Copas) + as cartas de corte: A Árvore (7 de Copas) e O Cigano (Ás de Copas). A carta das estrelas rege o signo de Aquário e representa sorte, recompensa, confiança, fé, esperança, segurança emocional e caminhos abertos, além da proteção do nosso anjo da guarda. A carta da árvore rege o signo de Virgem, onde temos Marte em trânsito, e nos fala de prosperidade, fortalecimento emocional e bem-aventurança, além de carregar a proteção do orixá das matas, Oxóssi. A carta do cigano é regida por Marte e representa os homens que visitam este espaço, e o homem mais importante da vida das mulheres desta egrégora.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua cheia em Gêmeos fora de curso (Vazia de aspectos) desde às 14h01 e até às 09h24 de amanhã, quando entra em Câncer. Netuno em Peixes quadra o Sol escorpiano. Vênus e Plutão em Capricórnio, ainda conjuntos, quadram Urano retrógrado em Áries. Vênus capricorniana faz sextis com Mercúrio e Nodo Norte conjuntos e com Saturno, todos em Escorpião. Sol em Escorpião faz trígono com Júpiter e Lilith conjuntos em Câncer. Marte em Virgem faz bisextil com Júpiter e Lilith conjuntos em Câncer e com Saturno em Escorpião. Meio do Céu em Capricórnio e Ascendente em Áries na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua cheia geminiana está fora de curso até amanhã de manhã, quando entra em Câncer. Mas antes dela ficar vazia, teve uma queda de braço com Marte em Virgem (quadratura), o que pode nos trazer, além da dispersão característica provocada pela lua sem aspectos, um certo gosto de amargura. Estaremos então com a aparência de "no mundo da lua", mas com a temperatura interna bastante elevada pela carga mental tensionada. E isso acontece exatamente no dia em que Quíron, o curador ferido, que esteve retrógrado em Peixes, retoma o movimento direto. A insatisfação pode ganhar lentes de aumento, com um incômodo que não é de pronto identificado, mas que remete às nossas feridas internas, aquelas para as quais temos a receita quando vamos ajudar alguém mas que para nós mesmos não funciona. E, quando nos colocamos no papel de vítima, a tendência é de sangrá-las ainda mais. Falar pode ajudar bastante e, já que estamos com a lua no signo da comunicação, podemos e devemos aproveitar a maré para expressar o que sentimos. Quando falamos, também nos ouvimos e, pelo menos em tese, as coisas ficam mais claras. Se não tiver alguém com quem se abrir, escreva. Tente ordenar no papel as ideias que chegam soltas. Ou fale para si mesmo, em voz alta, diante do espelho. Se tiver vontade de chorar, chore. Ajuda a limpar o coração mergulhado na água, mágoa. Abrir a torneira e deixar sair alivia e, com o coração aliviado, a cabeça pensa melhor. Dê vazão então. Chorar debaixo do chuveiro também é muito bom, alivia poderosamente a tensão e as águas limpam e levam tudo embora. Depois de encontrar o relaxamento, medite, faça conexão com o vazio. Vi outro dia no Facebook um mantra sensacional para acalmar: "Tempestade lá fora, aqui dentro paz", da querida Madalena Tarot. De olhos fechados e em posição confortável, repita isso mentalmente por alguns minutos. Tudo pode continuar do mesmo jeito depois, mas com certeza você terá uma visão diferente das coisas que até então te atormentavam. No mais, aproveite a noite para se distrair, obedecendo a vibração da lua fora de curso. Um bom livro, um bom filme, um passeio ou o travesseiro serão excelentes companheiros. E nada como um dia atrás do outro, né?

As cartas nos trazem As Estrelas em destaque, com a influência da Árvore (Virgem) e do Cigano (Marte). É através da consciência de tudo que somos, aqui bem representada pela carta da árvore, regida pelo critério cuidadoso de Virgem e fazendo uma ponte com a nossa ancestralidade, além do evidente potencial de crescimento que traz implícito, que a nossa ação (Marte) se liberta para alcançar a tão sonhada segurança emocional e bem-aventurança das Estrelas. A hora é de verificar cuidadosamente as asas que nos levarão além, costurando os rasgos e buracos e esticando bem, para que o plano de vôo se cumpra a seguir.

Hoje vamos de Supertramp, com The Logical Song.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário