Google+ Followers

terça-feira, 26 de novembro de 2013

repare essas velas no cais...


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia de Marte, na 2ª hora de Mercúrio: A Chave (8 de Ouros) + as cartas de corte: O Anel (Ás de Paus) e A Casa (♥ Rei de Copas ♥). A carta da chave é regida pelo Sol e representa soluções, o poder de abrir caminhos em nossas mãos. A carta do anel rege o signo de Touro, 1º domicílio de Vênus, e representa as nossas parcerias amorosas e sociedades. A carta da casa rege a casa IV da mandala astrológica, casa de Câncer, onde temos Júpiter retrógrado e Lilith em conjunção exata, e representa segurança emocional, equilíbrio, proteção, bem como o nosso eu, o nosso lar, a nossa intimidade e a nossa família.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a Lua minguante em Virgem em trígono com Plutão em Capricórnio e envolvida em dois bisextis, um com Júpiter retrógrado e Lilith conjuntos em Câncer e Mercúrio e Saturno conjuntos em Escorpião, outro com Vênus em Capricórnio e Mercúrio e Saturno escorpianos. Júpiter retrógrado e Lilith conjuntos em Câncer se opõem a Vênus em Capricórnio e fazem sextil com Marte em Virgem. Netuno em Peixes quadra o Sol em Sagitário e faz trígono com Nodo Norte em Escorpião. Plutão em Capricórnio quadra Urano retrógrado em Áries e faz sextil com Nodo Norte em Escorpião. O Sol em Sagitário faz trígono com Urano retrógrado em Áries. Meio do Céu em Aquário e Ascendente em Touro na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua minguante virginiana espalha excelentes aspectos céu afora, nos dando uma baita força para solucionar nossas pendências, jogar fora o nosso lixo e dar fechamento em assuntos que estiveram suspensos e aguardam resolução. A conversa franca para colocar os pingos nos is também está altamente favorecida. Agora tudo será entendido perfeitamente, basta que as partes tenham disposição para o diálogo. A intuição, super afiada, será uma grande aliada para saber o que falar e o que calar. Também é uma grande aliada para colocar as ideias em ordem no papo sério com os próprios botões. O entendimento de muitas questões vai chegar, mesmo dos assuntos doloridos que antes provocaram mágoas, agora a compreensão e o perdão chegam juntos, não através da razão, mas antes do coração, para então alcançar o intelecto. Uma grande leveza se apossa da alma então. E perdoar não significa que tudo volta a ser como antes, mas apenas que dois seres já cumpriram o que tinham que cumprir juntos e devolvem um ao outro a chave do seu próprio rumo. O importante é a presença do perdão, que chega para rejuntar ou libertar das algemas que já estavam abertas, mas não percebemos que podíamos ter ido embora. Corações pacificados, caminhos livres para que cada um escolha a direção a seguir. A oposição de Vênus com Júpiter retrógrado, que agora está em exata conjunção com Lilith, além de nos mostrar estruturas obsoletas na maneira que nos relacionamos, escancara as carências que viemos carregando nas costas, algumas desde a infância, pesadas, inúteis e, mais do que isso, armadilhas desleais para com as pessoas que fazem parte da nossa intimidade. A possibilidade de enxergá-las se apresenta, e com ela a cura desses padrões. Por tudo isso se faz necessário o olhar para dentro, para ouvir o nosso próprio chamado ecoando de algum lugar do passado. Semana muito especial para acolher-se em primeiro lugar e, de posse de si, resgatar a ternura com que se deve olhar o outro para que ocorra a verdadeira libertação. Que saibamos aproveitar.

As cartas nos trazem a Chave em destaque, com influência do Anel e da Casa, colocando em nossas mãos o poder de transformar as coisas em nós mesmos e nas relações que têm importância em nossas vidas. Vale lembrar que a chave abre portas mas não gira sozinha.

Hoje vamos de Geraldo Azevedo, com a linda Caravana, que ainda vem com mais dois grandes brindes na sequência, igualmente lindos, Talismã e Barcarola do São Francisco. Bora ajustar as velas, meus queridos!

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Judith Bärtschi Lenormand

2 comentários:

  1. ambém é uma grande aliada para colocar as ideias em ordem no papo sério com os próprios botões. O entendimento de muitas questões vai chegar, mesmo dos assuntos doloridos que antes provocaram mágoas, agora a compreensão e o perdão chegam juntos, não através da razão, mas antes do coração, para então alcançar o intelecto. Uma grande leveza se apossa da alma então. E perdoar não significa que tudo volta a ser como antes, mas apenas que dois seres já cumpriram o que tinham que cumprir juntos e devolvem um ao outro a chave do seu próprio rumo. Semana muito especial para acolher-se em primeiro lugar e, de posse de si, resgatar a ternura com que se deve olhar o outro para que ocorra a verdadeira libertação. Que saibamos aproveitar.Que assim seja e assim é.Sou grata

    ResponderExcluir