Google+ Followers

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

somewhere over the rainbow


Olá, queridos!

Cartas para amanhã, dia de Júpiter, tiradas hoje, dia de Mercúrio, na 2ª hora de Vênus: A Cegonha (Rainha de Copas) + as cartas de corte: A Criança (Príncipe de Espadas) e A Lua (8 de Copas). A carta da cegonha rege o signo de Áries, onde temos Urano em trânsito, o planeta irreverente que muda as coisas sem aviso. A Cegonha representa novidades, surpresas, mudanças repentinas e para melhor. A carta da criança rege a casa V da mandala astrológica, casa dos prazeres, da criatividade e dos filhos, e representa pureza, espontaneidade, inocência, alegria, caminhos abertos, energia criativa, novidades e renovação. A Criança carrega a proteção dos Erês. A carta da lua rege o signo de Câncer, onde temos Júpiter retrógrado e Lilith em trânsito, e nos fala de honrarias por merecimento, envolvimento emocional na questão, intuição, mistérios e sombras.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua taurina, na virada de nova para crescente (a partir das 17h23), quadrada ao Sol em Aquário, em trígono com Vênus e Plutão conjuntos em Capricórnio e em sextil com Júpiter retrógrado em Câncer. No comecinho da tarde, a lua se opõe a Saturno, fechando quadratura em T com ele e o Sol. No meio da tarde ela desfaz o sextil com Júpiter. Mais tarde, às 22h52, ela desfaz também o trígono com Vênus e Plutão, mantendo apenas a quadratura em T. Urano em Áries faz quadratura em T com Júpiter retrógrado em Câncer e Vênus e Plutão conjuntos em Capricórnio. Mercúrio e Netuno conjuntos fazem trígono com o Nodo Norte em Escorpião. Sol em Aquário quadra Saturno em Escorpião e faz trígono com Marte em Libra. Saturno em Escorpião faz trígono com Lilith em Câncer. Nodo Norte em Escorpião quadra Lilith em Câncer. Marte em Libra também quadra Lilith. À noite, às 19h44, Mercúrio inicia sua retrogradação. Meio do Céu em Escorpião e Ascendente em Aquário na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua nova taurina começa o dia em belos aspectos com Júpiter, Vênus e Plutão e indisposta com o Sol, exercitando a nossa disposição para a a conquista dos desejos. Logo depois do almoço ela se opõe a Saturno, fechando quadratura em T com ele e o Sol. À tardinha ela entra na fase crescente com estas configurações, exceto o aspecto com Júpiter, que se desfaz no meio da tarde. A quinta-feira de Júpiter pode começar bastante produtiva para quem arregaçar as mangas e pendurar o pensador no varal. Mercúrio está estacionário e conjunto a Netuno, perdido portanto nas ondas do mar. O esforço para acionar o raciocínio será mais que dobrado, insano. Aliás, esta será a vibração oficialmente em vigor a partir da noite de hoje e até o fim do mês, com o planeta das trocas, comunicações e viagens dando início à marcha a ré às 19h44. As viagens serão outras então, com a mente em estado líquido. Bom para todas as pessoas que já trabalham com a cabeça em outra esfera, como os músicos, artistas, cineastas, romancistas e afins. Complicado para quem depende da lógica em seus ofícios. Para todos será um período meio confuso no que diz respeito a deslocamentos (viagens e trânsito), trocas, compras que dependam de prazo para entrega e compras de aparelhos eletrônicos, documentações, assinaturas, acordos e comunicações em geral. Se não puder aguardar o início de março para resolver assuntos nestas áreas, redobre a atenção, leia as entrelinhas, os lábios, as caretas, os olhos e até as pausas do seu interlocutor para respirar. Estaremos mais sujeitos a enganos, fraudes, ilusões. Mas tudo tem o seu lado bom, né? Para quem está com alguma pendência em assuntos pertinentes a Mercúrio, esta é a hora boa de resolver. Para todas as reconversas também. As oportunidades se apresentarão. Assuntos interrompidos, coisas que deveriam ter sido ditas e não foram, documentos perdidos, pessoas que se afastaram de repente e ficaram sem entender o que aconteceu. Mercúrio vai buscar o que ainda pode ser resolvido, basta que a gente fique atento para não perder o bonde, como diriam os antigos. O outro ganho com essa retrogradação é a fé. Será como navegar no meio das brumas... lembram das Brumas de Avalon? Pois é, desde cedo Morgana aprendeu que para abrir a cortina que dá acesso à visão e à terra firme da ilha sagrada, era preciso ter certeza absoluta que conseguiria fazê-lo com a força do intento. Você pode dizer: ah, mas ela tinha poder. Nós também temos, ele funciona quando acreditamos, mesmo que as evidências digam que não. Quer um exemplo? Quando a gente tá com raiva, porque alguma coisa não dá certo por mais que a gente se empenhe, e em determinado momento a gente solta aquela famosa frase geralmente enriquecida de palavrões: "Só falta acontecer isso agora!" E tcharans! Acontece exatamente aquilo que a gente tinha medo, só pra piorar um pouco mais. Já aconteceu com você? Pense, quem foi que deu a ordem? Pois é, isso é poder, só que contra nós. Experimente colocar a mesma garra no que você realmente "quer" que aconteça. Isso é fé, e precisaremos dela para ver além das brumas. Confie na vida. Quando confiamos, milagres acontecem. As boas surpresas sempre vêm dar o ar da graça na vida dos que têm coragem. Coragem vem do coração, lembram? Despertemos a nossa e vamos em frente, porque a lua é crescente e é de terra fértil, para ajudar nas concretizações pretendidas.

As cartas nos trazem a Cegonha em destaque, influenciada pela Criança e pela Lua, nos pedindo uma postura antenada com a pureza confiante da criança aliada à intuição. Assim estaremos no alvo das boas surpresas, que chegam de repente e, como num passe de mágica, mudam tudo para melhor.

Hoje vamos de Somewhere Over the Rainbow, composta por Harold Arlen, com letra de E.Y. Harburg, na versão deliciosa de Israel Kamakawiwo'Ole.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário