Google+ Followers

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

refazenda


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia de Marte, na 1ª hora de Mercúrio: O Buquê (Rainha de Espadas) + as cartas de corte: A Árvore (7 de Copas) e A Casa (♥ Rei de Copas ♥). A carta do buquê é regida por Júpiter, o grande benéfico do astral, e representa sorte, felicidade, mimos, gentileza, belas surpresas e realizações, além da proteção da sábia orixá Nanã Buruquê. A carta da árvore rege o signo de Virgem e nos fala de prosperidade, fortalecimento emocional e bem-aventurança, além de carregar a proteção de Oxóssi, o orixá das matas. A carta da casa rege a casa IV da mandala astrológica, casa de Câncer, onde temos Lua, Júpiter r e Lilith em trânsito, e representa segurança emocional, equilíbrio, proteção, bem como o nosso eu, o nosso lar, a nossa intimidade e a nossa família.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua crescente em Câncer conjunta a Júpiter r e formando quadratura em T com Urano em Áries e Vênus e Plutão conjuntos em Capricórnio. À tarde, às 13h59, a lua começa a aplicar um trígono a Saturno. Mercúrio r e Netuno conjuntos em Peixes fazem trígono com o Nodo Norte em Escorpião. Sol em Aquário faz trígono com Marte em Libra e quadra Saturno em Escorpião. Saturno faz trígono com Lilith em Câncer. Nodo Norte em Escorpião e Marte em Libra quadram Lilith em Câncer. Meio do Céu em Capricórnio e Ascendente em Áries na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua cresce em Câncer conjunta a Júpiter r e em quadratura em T com Urano, Vênus e Plutão. Por volta das 14h00, ela se harmoniza com Saturno. A força da lua no signo em que tem regência e com os aspectos que faz, nos convida a refletir sobre as nossas raízes. A grande questão "De onde viemos e para aonde vamos" pode começar a reverberar algumas respostas quando começamos a compreender e, mais do que isso, aceitar os fortes laços que nos prendem à herança familiar e ancestral, não como uma imposição, mas como parte indissociável da nossa formação. Enquanto crescemos, tendemos a nos rebelar contra o berço, na busca por uma identidade única que nos expresse e nos permita conquistar o mundo que nos cerca. Isso é muito forte na adolescência, fase que tem se prolongado, incluindo muita gente que já deveria pertencer à idade adulta e no entanto continua vestindo a fantasia de rebelde sem causa. Esta quadratura entre Urano em Áries, Júpiter retrógrado em Câncer e Vênus e Plutão conjuntos em Capricórnio também enfatiza essa questão. O impulso revolucionário de Urano lá no primeiro signo, que representa a individualidade; a revisão das origens no convite de Júpiter em marcha a ré no signo que representa a família; a nossa vez diante do mundo, representada pela parte de nós que se relaciona intimamente, se posiciona profissionalmente, constitui família (Vênus) e se transforma continuamente (Plutão) conjuntos no signo da maturidade e da sabedoria. E a lua está enroscada com Júpiter e igualmente enredada no conflito, dando ênfase à necessidade de transformação e, ao mesmo tempo, oferecendo nutrição em todos os sentidos, como a alimentar e ainda preparar o farnel do filho que sai para a guerra. O conflito entre eles nos convoca a um parto de nós mesmos, que dá à luz o adulto independente, original e responsável por si e que no entanto não despreza a criança que foi um dia. Lá do transformador Escorpião, Saturno envia força através do trígono com a lua, que nos fornece mais confiança, autocontrole e segurança emocional. Mercúrio está retrógrado e harmonizado com o destino, norte pessoal, facilitando a releitura de todas essas transformações que têm se operado em nós. Quanto mais entendermos as nossas origens, mais cientes estaremos da nossa missão. O céu nos convida aos ajustes, que tal aproveitar a chance? O resultado com certeza será uma vida mais fluida.

As cartas nos trazem o Buquê (Júpiter) em destaque, influenciado pela Árvore e pela Casa. É a realização que se anuncia, sustentada na força das nossas raízes e com as bênçãos dos nossos ancestrais, vivos no sangue que corre em nossas veias e felizes quando honrados. Antes de sermos plantados aqui, fomos sonhados. Confie na potência que a sua semente carrega, "enloucresça"!

Hoje vamos de Gilberto Gil, com Refazenda.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário