Google+ Followers

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

caçador de mim


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia da Lua, na 1ª hora de Vênus: O Anel (Ás de Paus) + as cartas de corte: A Lua (8 de Copas) e A Casa (♥ Rei de Copas ♥). A carta do anel rege o signo de Touro, 1º domicílio de Vênus, e representa as nossas parcerias amorosas e sociedades. A carta da lua rege o signo de Câncer, onde temos Júpiter (R) e Lilith em trânsito, e nos fala de honrarias por merecimento, envolvimento emocional na questão, intuição, mistérios. A carta da casa rege a casa IV da mandala astrológica, casa de Câncer, onde temos Júpiter retrógrado e Lilith em trânsito, e representa segurança emocional, equilíbrio, proteção, bem como o nosso eu, o nosso lar, a nossa intimidade e a nossa família.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua minguante em Capricórnio ativando bisextil com Marte e Nodo Norte conjuntos em Libra e Sol e Netuno em conjunção exata (mesmo grau) em Peixes. Às 13h00 a lua começa a fazer uma oposição com Júpiter R. Às 17h28 ela forma quadratura em T com Júpiter R e Urano. À noite e durante a madrugada a conjunção da lua e Plutão fica mais próxima, intensificando a participação da lua na quadratura com Urano e Júpiter. Saturno em Escorpião quadra Mercúrio R em Aquário e faz sextil com Vênus em Capricórnio. Marte em Libra conjunto ao Nodo Norte quadra Lilith em Câncer e Vênus em Capricórnio. Júpiter R em Câncer faz quadratura em T com Urano em Áries e Plutão em Capricórnio e faz trígono com Sol e Netuno conjuntos em Peixes. Meio do Céu em Aquário e Ascendente em Touro na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua míngua em Capricórnio em harmonia com Marte, Nodo Norte, Sol e Netuno. Mas mais tarde, ela ativa quadratura em T com Urano e Júpiter R, que fica mais intensa conforme ela se aproxima da conjunção com Plutão. Tá tudo meio embaçado por aí também? Essa conjunção exata entre Sol e Netuno em águas piscianas tem dado o que falar, né? Em aspecto triangular com a lua, Marte e Nodo Norte hoje, nos ativa um impulso cego. Vontade de ir, não se sabe bem pra onde. E a fé mais uma vez é o leme a nos nortear. O fluxo da maré é vazante e é bom que a gente continue remando, devagar e sempre, mesmo sob a névoa espessa, que é pra não encalhar nem se distanciar muito da terra firme. A lua vai se aproximando de Plutão ao longo do dia e a nossa intuição aumenta, nos capacitando a enxergar além das aparências confusas e ilusórias. Mas a parceria com Plutão também traz a participação ativa na guerra de titãs (Urano, Júpiter e Plutão), nos pedindo um tanto mais de perícia no percurso. Com a lua envolvida, o conflito dos gigantes mais uma vez nos joga na reflexão "nossas origens x o que nos tornamos" e do quanto ainda temos para aprender nesta equação. A gente cresce, aparece e se julga dono exclusivo do próprio nariz. Até aí tudo certo, desde que a gente não se esqueça da nossa raiz, porque sem ela não seríamos. E uma raiz doente simplesmente apodrece a árvore inteira. Vênus e Lilith, as representantes do feminino no céu, quadram Marte, o impulso masculino. O poder ancestral feminino guardado em todos nós, aquele que gesta, acolhe, embala e nutre, pede a nossa reconsideração. Sim, você pode e deve dar o seu salto que vai transformá-lo num novo ser (Urano), mas antes disso tem que despertar nas suas entranhas (Plutão/Capricórnio) o poder e a sabedoria ancestrais que carrega (Júpiter R/Câncer). Saturno escorpiano em aliança com Vênus também pede esse compromisso. Talvez seja isso que ele quer fazer chegar à razão em sua quadratura com Mercúrio até o final da sua revisão, dia 28 de fevereiro. Depois é a vez de Marte e do próprio Saturno iniciarem seus processos de revisão, pra gente colocar a teoria em prática e com responsabilidade. E assim a transformação vai se operando em nós. Quem sabe lá pro fim de março, com Sol, Urano e a própria Lua nova em Áries, em um novo ano astrológico e com Júpiter já em marcha direta, a gente finalmente consiga dar à luz o nosso novo ser?

As cartas nos trazem o Anel em destaque, influenciado pela Lua e pela Casa, chamando atenção para o nosso arranjo emocional e para a necessária aliança com todas as partes de nós esparramadas por aí. Só inteiros seremos donos do poder a nós destinado.

Hoje vamos de Milton Nascimento, com Caçador de Mim.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Judith Bärtschi Lenormand

2 comentários:

  1. Olá Lilian!

    A pouco tempo tenho lido as suas postagens em seu blog e a parabenizo por tão belo ensinamento. Te me norteado :-)
    Um beijo e muita luz.
    Cytnhia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão pelo seu retorno, querida Cynthia.
      Seja bem-vinda!
      _/\_

      Excluir