Google+ Followers

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

dia branco


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia de Marte, na 2ª hora de Vênus: As Estrelas (6 de Copas) + as cartas de corte: O Cavaleiro (9 de Copas) e A Cegonha (Rainha de Copas). A carta das estrelas rege o signo de Aquário e representa sorte, recompensa, confiança, fé, esperança, segurança emocional e caminhos abertos, além da proteção do nosso anjo da guarda. A carta do cavaleiro é regida por Mercúrio, planeta responsável pelos pensamentos e comunicações, e representa o portador de mensagens, aquele que leva e traz, que faz e acontece, que vibra coerência entre palavra e atitude, o guerreiro corajoso e veloz. O nobre cavaleiro carrega ainda a proteção dos Exus e do Arcanjo Miguel. A carta da cegonha rege o signo de Áries, onde temos a Lua e Urano em trânsito, o planeta irreverente que muda as coisas sem aviso. A Cegonha representa novidades, surpresas, mudanças repentinas e para melhor.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a Lua nova em Áries conjunta a Urano e ativando a grande cruz cardinal, com Júpiter retrógrado em Câncer, Marte em Libra, e Plutão e Sol em Capricórnio. Netuno em Peixes faz trígono com Nodo Norte em Escorpião. Vênus retrógrado e Mercúrio, conjuntos no mesmo grau em Capricórnio, estão opostos a Lilith em Câncer e em sextil com Saturno em Escorpião. Sol em Capricórnio se opõe a Lilith em Câncer. Saturno escorpiano também faz sextil com o Sol em Capricórnio e trígonos com Júpiter retrógrado e Lilith cancerianos. Meio do Céu em Peixes e Ascendente em Gêmeos na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
Hoje podemos declarar oficialmente iniciado o ano de 2014, na lógica do calendário civil é claro, porque astrologicamente só em março, com o ingresso do sol em Áries. Se ontem as coisas ainda estavam confusas, a terça-feira de Marte já começou quente, com a lua fogo-nas-ventas de mãos dadas com Urano e ativando a grande cruz cardinal que pede ajustes nos eixos Áries/Libra (o eu x o eu e o outro) e Câncer/Capricórnio (o individual/familiar x o coletivo/o mundo lá fora). O astral nos pede uma atitude ponderada, mas ele mesmo nos incita a ir com tudo. A vontade é de pular cercas e chutar baldes, no estilo "e que tudo mais vá pro inferno", mas este é o pior dos caminhos. Sorte que temos Vênus retrô com Mercúrio agora no mesmo grau, e a dupla em bom aspecto com Saturno, o que de certa forma nos conduz a atitudes mais maduras, responsáveis. Pelo menos esta Vênus que perfaz o caminho de volta no alto da montanha já consegue ter notícias sobre o que procura entender. O encontro com Mercúrio capricorniano, dono do papo sério e focado, com certeza trouxe encadeamentos importantes que podem agora colocar o raciocínio conectado ao sentimento e chegar a poderosas revelações sobre relacionamentos, vida profissional, família de origem, valores pessoais e finanças. Não é pouca coisa não, gente. É quase um convite forçado à repaginação de tudo que fomos até agora. E embora predominem valores capricornianos e tradicionais portanto, estamos sujeitos às mudanças repentinas sim. Urano briga por isso e quer instalar o novo a qualquer custo. Ele é o Louco do Tarot e pode se jogar exatamente quando menos esperamos. A grande cruz cardinal não é uma formação atual, ela vem pedindo ajustes há tempos e durante o ano de 2013 esteve bastante ativada. Uma mudança da ordem imposta está em curso e é justamente através desta configuração que o impulso se dá para que as mudanças alcancem os padrões obsoletos, tanto no coletivo quanto no individual. Os signos cardinais são os donos das transformações. E basta fazer uma breve análise para saber o que não se sustenta mais, a gente sempre sabe o que tem que mudar porque a fluxo trava. A mudança chega para trazer vida novamente, movimento. E quando a gente facilita as coisas, ela não chega de atropelo. Mas como a gente não sabe o que virá depois, tendemos a segurar as coisas como estão, por mais que não estejam bacanas. E aí, quando a gente demora demais pra resolver, a vida vem e resolve, simplesmente porque o que está vivo precisa dessa dinâmica. Mas isso não significa que seja ruim, pelo contrário, a mudança enterra o que está morto e coloca as coisas no fluxo novamente. E, mais do que isso, nos coloca de volta no caminho que o destino nos reservou. Então, cabeça fresca (na medida do possível), para que as alterações se façam sem atritos desnecessários. O estopim está curto e o ímpeto cheio de si. Marte em Libra pede para ouvir o outro lado e ponderar.

A meditação será grande companheira para manter a atitude em equilíbrio e, para quem não sabe como fazer ou acha que não tem tempo pra isso, deixo um vídeo bem legal, que mostra que é uma prática simples ao alcance de qualquer um, em qualquer tempo e lugar:

Meditando em um minuto

Na madrugada a lua entra na fase crescente, e então ficará mais claro o que está fluindo e o que não está.

As cartas trazem As Estrelas em destaque, com influência do Cavaleiro e da Cegonha. Olha aí o mensageiro trazendo o vento das mudanças. E são para melhor, viu? Confie e entregue-se ao novos tempos, ao que está escrito nas estrelas para cada um de nós.

Em homenagem ao movimento que se insinua, hoje vamos de Boca Livre, com Quem Tem a Viola.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário