Google+ Followers

sábado, 27 de julho de 2013

luz, câmera, ação!


Olá, queridos!

Tardei, mas cá estou. Cartas de hoje, dia de Saturno, na 2ª hora de Mercúrio: O Buquê (Rainha de Espadas) + as cartas de corte: A Chave (8 de Ouros) e O Cavaleiro (9 de Copas). A carta do buquê é regida por Júpiter, o grande benéfico, e nos fala de mimos, gentilezas, felicidade e sorte, além de carregar a proteção da sábia orixá Nanã Buruquê. A carta da chave (olha ela aí outra vez!) tem regência do Sol e nos capacita a resolver problemas, solucionar mistérios, abrir caminhos. A carta do cavaleiro tem regência de Mercúrio, planeta da comunicação e das trocas, e representa comunicação, velocidade, concretização, palavra acompanhada de atitude. O nobre cavaleiro carrega ainda a proteção dos Exus e do Arcanjo Miguel.

Pausa para os aspectos do Céu:
No céu do dia temos a Lua cheia em Áries conjunta a Urano retrógrado e quadrada a Plutão retrógrado em Capricórnio e a Marte em Câncer, participando ativamente da quadratura em T. E hoje temos um Retângulo Místico formado no mapa, ligando externamente Vênus, Plutão, Netuno e Marte através de trígonos e sextis e duas oposições no interior, formando uma imagem que se assemelha ao verso de um envelope. O grande trígono de água prossegue com os planetas em Câncer, Escorpião e Peixes e envolvendo também Vênus de um lado e Plutão do outro através de sextis. Nodo Norte em Escorpião faz sextil com Plutão em Capricórnio e com Júpiter, Marte e Mercúrio em Câncer. Urano quadra Mercúrio. Sol quadra Saturno. Vênus se opõe a Netuno. Meio do Céu em Escorpião e Ascendente em Aquário na hora da tiragem das cartas.

Conselho do dia:
O Retângulo Místico é uma configuração que mascara as coisas em sua essência, escondendo os conflitos internamente. Como fingir que está tudo bem, levando por dentro o incômodo, ou empurrando as coisas com a barriga sem coragem para resolver o que não está bem porque a decisão envolve mudar muitas coisas... ficar na "zona de conforto" que de confortável não tem nada, apenas aparência. Pois é, sabemos que tanta intensidade no astral nos pede exatamente o contrário: coragem para tomar decisões, mesmo doloridas. Mas se a coragem não chega, a tendência é ir levando, na esperança que as coisas se resolvam sozinhas ou que outros resolvam por nós. A quadratura Sol/Saturno nos desanima também, provocando uma sensação de fracasso, de baixa autoestima. Mas existe uma tensão em exercício, provocada especialmente pela quadratura em T, colocando mais pressão no que está sufocado e avisando que a qualquer momento a coisa pode explodir. Hoje essa probabilidade aumenta, por conta da conjunção da Lua em sua fase cheia com Urano, o planeta que chuta baldes sem aviso prévio. De uma hora pra outra tudo que tem sido evitado pode vir à tona e transformar totalmente a realidade. Então, se tem algo a ser resolvido, pelo menos tente iniciar o processo. Conduza a ação, converse, faça acontecer. Assim, com as rédeas nas mãos, podemos incluir o ingrediente gentileza nas negociações. A vida sempre nos oferece a chance de sermos sujeitos da nossa própria história, só intervindo com a necessária mudança forçada quando já fizemos muito corpo mole.

As cartas nos trazem a solução, colocando mais uma vez a chave nas nossas mãos para que possamos conduzir as mudanças (O Cavaleiro) da forma mais harmônica possível (O Buquê). Vamos tentar?

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário