Google+ Followers

domingo, 29 de dezembro de 2013

the fool on the hill


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia do Sol, na 2ª hora de Vênus: A Casa (♥ Rei de Copas ♥) + as cartas de corte: O Sol (Ás de Ouros) e A Cegonha (Rainha de Copas). A carta da casa rege a casa IV da mandala astrológica, casa de Câncer, onde temos Júpiter retrógrado e Lilith em trânsito, e representa segurança emocional, equilíbrio, proteção, bem como o nosso eu, o nosso lar, a nossa intimidade e a nossa família. A carta do sol rege o signo de Leão e nos traz caminhos abertos e abençoados, iluminação, prosperidade, vigor, clareza, sabedoria e cura. O Sol carrega a abençoada proteção de Oxalá. A carta da cegonha rege o signo de Áries, onde temos Urano em trânsito, o planeta irreverente que muda as coisas sem aviso. A Cegonha representa novidades, surpresas, mudanças repentinas e para melhor.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a Lua balsâmica (final da fase minguante) em Sagitário quadrada a Netuno em Peixes e em sextil com Vênus retrógrado em Capricórnio. Saturno em Escorpião faz trígonos com Júpiter retrógrado e Lilith cancerianos. Nodo Norte em Escorpião está em bisextil com Netuno em Peixes e Sol e Mercúrio conjuntos em Capricórnio. Marte em Libra participa de duas quadraturas em T, uma com Urano em Áries e Sol, Mercúrio e Plutão conjuntos em Capricórnio e outra com Júpiter retrógrado em Câncer e Sol, Mercúrio e Plutão capricornianos. Meio do Céu em Aquário e Ascendente em Touro na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
Domingo é dia de trabalho interior e finalmente a lua minguante retorna a Sagitário para fechar o ciclo dessa lunação do arqueiro, que também encerra o ano de 2013. Muita gente esteve aflita e desanimada especialmente nos últimos dias, com a lua minguando nas profundezas de Escorpião. Finalizações e entendimentos do que esteve confrontando o mundo de dentro e necessitava de desapego, bem apropriado ao ciclo da maré vazante. A luz no fim do túnel volta a brilhar e com ela a vontade de separar, agora com mais lucidez, as sementinhas que queremos que vinguem no novo ciclo lunar e no novo ano também. Exatamente no dia 1º, às nove e quinze da manhã, a lua será nova, dando início à lunação de Capricórnio. Mais do que nunca vale o sentido da antiga frase, repetida de geração em geração a cada virada de ano: ano novo, vida nova! A esta altura você já deve ter pistas do que é necessário desapegar para que a vida tenha força de brotar outra vez com impulso suficiente para renovar de fato e trazer de volta a alegria e o entusiasmo. Depois de hoje ainda temos mais dois dias inteiros para acertar a mão no plantio, com a escolha apropriada das sementes que devem ser lançadas ao solo. A lua sagitariana faz exercício de contradição com Netuno e pode nos levar a fantasiar demais, portanto pegue leve nas idealizações. Fé cega é fanatismo. Mercúrio está alojado no coração do Sol e a intuição será uma forte aliada na abertura das ideias, dos sentimentos e dos caminhos, que devem ter uma conexão espiritual sim, mas com pelo menos um pé na realidade, já que o stellium (reunião de planetas num signo) da vez se dá em signo de terra. E, num sentido mais amplo, a coerência com quem somos nós... almas inseridas numa experiência terrena. A lua também faz belo aspecto com Vênus, despertando a nossa amabilidade e confiança e nos cercando de uma atmosfera bastante agradável. Um alívio para o coração e uma baita ajuda para olharmos para nós mesmos com mais gentileza e admiração. E por aí passa a via de encantamento mais poderosa que existe, com grande poder transformador e curativo: o amor próprio. Algumas gotinhas dele por dia são capazes de provocar verdadeiros milagres, especialmente porque nos ajudam a entender que para mudar o mundo só precisamos mudar a nós mesmos. O resto vem por associação prazerosa. "Façamos, vamos amar!"

As cartas, em perfeita sintonia com o céu, nos trazem a Casa em destaque, com a influência do Sol e da Cegonha. Vamos deixar a luz entrar, iluminar, curar, para que um novo ser ressurja das cinzas e traga de volta todo bem-estar e segurança que merecemos desfrutar. Que o verdadeiro templo possa fazer morada dentro de cada um de nós.

Sinto muito, me perdoa, vos amo, sou grata (Ho'oponopono).

Hoje vamos de Sir Paul McCartney, com a encantadora e tudo a ver com o imenso poder que reside em cada um de nós, a espera do nosso despertar: The Fool on The Hill.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Judith Bärtschi Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário