Google+ Followers

domingo, 1 de dezembro de 2013

i love you just the way you are

Olá, queridos!

Como foram as transformações de novembro, capitaneadas pelo 8 de Paus, arcano do mês para a egrégora do Salamalek? Por aqui foram intensas e profundas, exatamente como ele previu. Para quem quiser refrescar a memória, aqui está. Então, depois dessa ventania em qualquer direção atiçando o fogo e nos transformando no melhor que podemos ser e, não posso negar, foi exatamente o que me aconteceu, chegamos ao mês de dezembro com a vibração de um nobre personagem do Reino de Ouros.


O Rei de Ouros traz a energia concretizadora da terra. Ele é sereno e persegue seus objetivos com muito foco, com incansável vigor na busca de materializar a abundância em todas as áreas da vida. E é um cara que sabe o que faz! Carrega em si a fertilidade e a sensualidade características da terra, tranquilo, sem a precipitação do fogo, sem a emotividade da água, sem a racionalidade do ar. Ele é pura sensação, segue o instinto que o move na direção realizadora, como a semente que brota da terra e se transforma em árvore frondosa, generosa em seus frutos. Ele tem a firmeza, a força e a estabilidade das árvores e raízes bem conectadas ao chão. E se estende em ramos, com braços e aspirações voltados para o céu. Sua sabedoria é instintiva. E ele sabe que quanto mais generoso for, mais fartura encontrará em sua caminhada. Então, meus queridos, chegou a hora e a vez de trazer para o plano real o que até agora esteve fermentando os desejos. Cada um sabe bem em que área da vida esse Rei de Ouros vai atuar. Um detalhe: ele saiu do baralho na hora de Vênus, em dia de Sol. Dia voltado ao autoconhecimento, na hora dedicada ao planeta do amor e dos valores materiais, que por sinal também se encontra em signo de terra. Que tal? Eu já estou vestida com a capa dele, serviu como uma luva. A coroa ainda preciso conquistar (rsrs). Mas foi por isso que ele veio, não é mesmo? Seja bem-vindo dezembro, seja muito bem-vindo Rei dourado!


Cartas de hoje, dia do Sol, na 2ª hora de Vênus: O Livro (10 de Ouros) + as cartas de corte: O Livro (de novo!) e Os Pássaros (7 de Ouros). A carta do livro rege o signo de Peixes, onde temos Netuno e Quíron (o curador e guia interno) em trânsito, e representa estudos, projetos, conhecimento e também mistérios, coisas em segredo. A carta dos pássaros é regida por Urano, o planeta irreverente que nos traz as coisas de surpresa, e representa romance, alegrias, conversas entre pessoas queridas, leveza, noção de pertencimento, comunicações.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a Lua balsâmica (final da fase minguante) em Escorpião entre Mercúrio e Saturno e conjunta aos dois, em trígono com Júpiter retrógrado e Lilith conjuntos em Câncer, e em bisextil com Marte em Virgem e Vênus em Capricórnio. Nodo Norte em Escorpião faz trígono com Netuno em Peixes e sextil com Plutão em Capricórnio. Júpiter retrógrado e Lilith conjuntos no mesmo grau em Câncer se opõem a Vênus em Capricórnio e fazem trígonos com Mercúrio e Saturno escorpianos. Urano retrógrado em Áries quadra Plutão em Capricórnio e faz trígono com o Sol em Sagitário. Sol em Sagitário quadra Netuno e Quíron piscianos. Meio do Céu em Capricórnio e Ascendente em Áries na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua balsâmica em Escorpião, emocionalmente intensa, baila entre a racionalidade e a responsabilidade de Mercúrio e Saturno. Ao mesmo tempo troca informações preciosas com Júpiter retrógrado e Lilith (a lua negra) conjuntos em Câncer e com Vênus e Marte, ambos em signos de terra. A ideia é alcançarmos a compreensão profunda de toda a revolução processada em nós nesse desfecho da lunação escorpiana. Em dia voltado ao autoconhecimento, o chamado para o nosso complexo mundo interno, com o propósito de dar desfecho às intensas transformações operadas na alma. Há coisas a nosso respeito que só nós sabemos, há outras tantas que nem nós suspeitamos. E para nos mover com segurança no mundo, incorporados na existência física que somos, precisamos ter confiança em nós mesmos em primeiro lugar. Aí está o ponto. Como confiar em alguém que não conhecemos? Por isso, quanto mais entrosados com este ser que mora dentro e detém a sabedoria da nossa completude, mais desenvoltura teremos em nossa jornada material, concreta. Desvendemos pois os nossos próprios segredos, com coragem e amor. Que a limpeza se processe por completo. Assim estaremos aptos a receber o arco e as flechas das mãos da lua nova em Sagitário que chega amanhã à noite, inaugurando um novo templo em nós, cheio de otimismo, confiança e entusiasmo.

As cartas chegam mais uma vez em perfeita sintonia com a mensagem do céu, com o Livro em destaque e duplicado na tiragem, influenciado por ele mesmo e pelos Pássaros, nos sugerindo a busca da nossa própria história, cheia de mistérios, inscrita na alma e se oferecendo a nós para ser decifrada.

Para honrar o convite de nos amarmos exatamente como somos, hoje vamos de Billy Joel, na voz encantadora da escorpiana Diana Krall: Just the way you are.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralhos: Judith Bärtschi Lenormand (O Livro) e Shadowscapes Tarot (Rei de Ouros)

Nenhum comentário:

Postar um comentário