Google+ Followers

domingo, 12 de maio de 2013

enlou-cresça*



Boa tarde!

Cartas de hoje, dia do Sol, na 2ª hora do Sol: A Criança (Príncipe de Espadas) + as cartas de corte: A Árvore (7 de Copas) e As Estrelas (7 de Copas). Que lindo! Dia das mães e a gente ganha a carta da criança, muito bem acompanhada. Esse arcano rege a casa V da mandala astrológica, que tem os filhos como um dos significados, e é claro que hoje o foco é esse. A carta da árvore é regida pelo signo de Virgem, e representa o cuidado diário que devemos ter com tudo que queremos ver crescer. A carta das estrelas tem regência do signo de Aquário e vibra uma forma avançada de ser, voltada para o futuro, moderna. Além disso é uma carta muito abençoada, carregada de grande proteção espiritual.

No céu de hoje, o aspecto que mais se associa à nossa tiragem e, a meu ver, o mais importante do dia, é que o domingo das mamães já nasceu com uma conjunção da Lua com Júpiter. A Lua é o planeta que representa a mãe na astrologia. Ela retrata as nossas necessidades. A lua é grávida, ela tem sempre algo sendo gestado dentro dela nas fases nova e crescente, pra eclodir na fase cheia. A lua mexe com todos nós, homens ou mulheres, bichos, plantas, marés dos mares e dos rios. E, conjunta a Júpiter, ela ganha ainda mais força, expande-se. Júpiter é poder, autoridade, sabedoria... além de ser o grande benéfico da astrologia. É sorte e expansão.

Em resumo, temos um lindo recado das cartas e do céu: que as mães e também os pais possam bem cuidar de seus tesouros, pra que cresçam fortes, felizes, amados e bem resolvidos, e possam fazer a diferença nesse mundo tão necessitado de mais amor. Para isso, é necessário incluir um pouco de modernidade à educação, no sentido de estar mais próximo em ideias e ideais, ensinando mas também se abrindo para aprender com eles. As crianças carregam muita sabedoria, são espontâneas, muitas vezes encontram por si só soluções diferentes e mais práticas que as nossas. Vamos aproveitar e despertar a criança adormecida em nós. Abrir mais espaço para o lúdico, despertar a criatividade, a curiosidade, a alegria e disposição para a vida e os ciclos que ela nos traz. Uma forma de renovar a alma e de acompanhar com menos bagagem e mais autenticidade o mundo em constante renovação. Experimentem... fica tudo mais gostoso, vocês vão ver, sentir, provar, transmutar. Novas pessoas, mais amorosas e interessantes, vão brotar daí de dentro. Todos queremos um mundo melhor, não é mesmo? O segredo é começar por nós.

A carta da árvore também fala da nossa ancestralidade, de todas as coisas que já vêm de fábrica quando a gente nasce... tendências que nem sabemos que temos, que herdamos de nossos antepassados e vêm inscritas no nosso DNA. Hoje é dia de honrar a mãe, honremos todas as nossas mães, a linhagem inteira: mãe, avó, bisavó... e por aí vai, uma linhagem imensa atrás de nós, todas elas partícipes da constituição da nossa semente.

Aho!
Feliz dia das mães!
_/\_

(*) o título é parte do poema "Quem não tem namorado", de Carlos Drummond de Andrade

Texto: Lilian Guedes
Imagem: Baralho Cigano - Petit Lenormand

4 comentários: