Google+ Followers

terça-feira, 1 de abril de 2014

matita perê


Olá, queridos!

Como foi para vocês a vibração do 4 de Ouros durante o mês de março? Trouxe conquistas merecidas? Souberam lidar com elas com o desapego necessário? Aprenderam a ser gratos e a abrir mão do controle? Aprenderam a compartilhar? Muitos ensinamentos, né? Agora chegamos a abril, outro mês, outra estação, outras vibrações. E adivinha quem veio nos acompanhar neste mês de tantos desafios? O revolucionário 8 de Paus! Ele já passou por aqui no escorpiano mês de novembro e volta agora sob o céu ariano. Bem interessante isso. Marte é regente de Áries e co-regente de Escorpião, o guerreiro vermelho, fogo puro para combinar com o céu e com o 8 de Paus também. Mas e o que o 8 de Paus tem para nos oferecer? Este arcano menor carrega a energia de Mercúrio e dos Exus, e vibra rapidez, surpresas, mudança acelerada e uma sensação de confiança no plano maior que nos conduz, nos motivando a uma entrega ousada e inspirada ao que virá, mesmo que ainda não tenhamos todo o quadro delineado. Agora, como lá atrás, em novembro, essa vibração tem tudo a ver também com a quadratura Urano x Plutão, só que agora com Júpiter envolvido e daqui a pouco também Marte, ativando a grande cruz cardinal. Esta configuração há tempos vem promovendo transformações intensas e substituindo velhos por novos padrões de forma inusitada, tanto no plano coletivo como no individual. Lembram do conselho de tentar ser chefe e senhor das próprias mudanças para não ser pego pelo calcanhar? Porque escolha não há, ou muda ou muda. E tanto o céu de abril quanto o 8 de Paus nos confirmam isso. Sendo um arcano menor, ele nos traz influências externas, ou seja, não orientadas pelas nossas vontades. Ainda dá tempo da gente se encaixar no lombo da mudança e pegar nas rédeas dela, pelo menos para estar mais preparados e aceitar os desafios que surgirem de repente, bem ao sabor dos ventos de Urano. Que o fogo transmutador do 8 de Paus nos apresente enfim o novo ser que vai brotar de nós. Seja muito bem-vindo, abril!


Pois então vamos às cartas de hoje (lindas!), dia de Marte, na 2ª hora de Vênus: O Coração (Príncipe de Copas) + as cartas de corte: O Sol (Ás de Ouros) e O Cavaleiro (9 de Copas). A carta do coração rege a casa VII, casa de Libra, 2º domicílio de Vênus, esfera dos nossos relacionamentos íntimos e parcerias, e representa envolvimento emocional, amor e paixão. Marte, o guerreiro planeta da ação transita atualmente neste território, o signo de Libra. O Nodo Norte também. A carta do sol, de novo hoje por aqui, rege o signo de Leão, onde temos Lilith em trânsito, e nos traz caminhos abertos e abençoados, iluminação, prosperidade, vigor, clareza, sabedoria e cura. O Sol carrega a abençoada proteção de Oxalá. A carta do cavaleiro é regida por Mercúrio, planeta responsável pelos pensamentos e comunicações, e representa o portador de mensagens, aquele que leva e traz, que faz e acontece, que vibra coerência entre palavra e atitude, o guerreiro corajoso e veloz. O nobre cavaleiro carrega ainda a proteção dos Exus e do Arcanjo Miguel.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua nova em Touro quadrada a Lilith em Leão, em bissextil com Júpiter em Câncer e Netuno em Peixes e em trígono com Plutão em Capricórnio. Às 19h31 a lua desfaz a quadratura com Lilith. Quase no fim da noite, às 23h31, a lua desfaz o sextil com Netuno, permanecendo apenas com o sextil com Júpiter e o trígono com Plutão. Sol e Urano em Áries, em conjunção quase exata, fazem quadratura em T com Júpiter em Câncer e Plutão em Capricórnio. Mercúrio em Peixes faz trígono com Saturno R em Escorpião. Vênus em Aquário quadra Saturno R em Escorpião e faz trígonos com Marte R e Nodo Norte em Libra. Nodo Norte em Libra quadra Lilith em Leão. Meio do Céu em Gêmeos e Ascendente em Virgem na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua nova agora é taurina, em exercício de contradição com Lilith e em harmonia com Júpiter, Plutão e Netuno, enquanto seu dispositor, Vênus, se alia com Marte R em Libra e se indispõe com Saturno R em Escorpião. Sabe aquele ditado que diz "em se plantando tudo dá?". Pois é, o clima é exatamente este. O broto encontra terra fértil, acolhida e nutrição, na justa medida de sua potência e com as bênçãos do céu por testemunha. O amor respira e transpira uma oitava acima e leva a intensidade de brinde. Opa! Que beleza de motivação para dar boas-vindas a este abril tão desvairado. Mas não são tudo flores também não. Os desafios estão igualmente plantados, testando a força e a vontade das sementes até que elas rompam o chão. Trocando em miúdos, o recado que o astral nos passa agora é de perseverança no cuidado com aquilo que queremos que cresça e apareça, sem esquecer que não somos os únicos a acalentar sonhos e projetos, muito menos os únicos merecedores de conquistas. Touro é guloso, não sabe e nem quer abrir mão. Mas a vantagem em cima de qualquer coisa ou pessoa traz uma vitória momentânea, a lei do retorno traz o troco depois. E agora como nunca antes o retorno vem de avião, a jato. É quase um toma-lá-dá-cá. A lição para todos nós aí é fazer aos outros do jeitinho que gostaríamos que fizessem com a gente. Se o outro é que está sendo de alguma forma injusto com você, o problema é dele e não seu. Cabe a cada um cuidar do que faz, fala, emite ou até mesmo pensa. Coração puro, minha gente! É aí que mora o milagre da multiplicação dos pães. O seu assunto particular é com o universo. Faça qualquer coisa com pureza de intenções, ainda que o outro aparentemente não mereça. O crivo vem antes, naquela pergunta básica que a consciência sopra e, ao acatar o sábio conselho, a cabeça agradece o travesseiro que deita. Ah, mas fulano não merece a minha bondade, você pode dizer. E será que você merece praticar a maldade, sabendo do efeito bumerangue? Se alguém declaradamente te explora é porque você permite essa relação de usura. Não está satisfeito com a troca? Abençoe o aprendizado e siga em frente, afastando-se de quem não vibra mais o mesmo tom que você. Tudo isso sem desejar nada de mal ao outro. Se o outro não é bacana, provavelmente não aprendeu ainda, ou talvez nem aprenda nesta vida. Não cabe a você julgar, nem cabe a você deixar-se magoar. Perdoe de coração, agradeça o ensinamento e pratique o desapego. Fez tudo que estava ao seu alcance fazer? Que lindo. Sinal que pode então ir em paz. Não duvide que as pessoas, todas elas, que de alguma forma entram na nossa vida, trazem consigo um valioso tesouro, assim como o somos para elas também. Se a troca for justa ou enquanto o for, a presença trará importantes lições. Se deixar de ser justa, talvez tenha chegado a hora de lançar-se em outros mares. Não foi por acaso que falei de tesouros. Quando a gente se permitir o salto oferecido por Urano, toda a tensão exercida por Plutão afrouxa porque afinal avistamos o brilho do ouro enterrado. Marte está no exílio (Libra) e em marcha a ré. A coisa toda gira em torno do guerreiro acovardado em nós. É na mistura de coragem com generosidade que a gente vai conseguir atravessar a passagem estreita desse parto tão difícil e tão libertador.

As cartas nos trazem o Coração em destaque. Esta é a mensagem que o Cavaleiro corajoso e veloz traz diretamente do Sol, nosso astro rei que insiste com a sua presença por aqui, expressão máxima do fogo e do coração, já que rege o signo de Leão, também um rei, movido pela coragem. Coragem significa agir com o coração. O que estamos esperando?

Ahh, vale demais citar Guimarães Rosa aqui e agora:

"O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem."

E como uma coisa puxa a outra e por sinal gosto muito das duas coisas e elas se gostam muito também, hoje vamos de Tom Jobim, com a magnífica Matita Perê.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralhos: Shadowscape Tarot e Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário