Google+ Followers

segunda-feira, 21 de abril de 2014

anjo do amor


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia da Lua, na 2ª hora da Lua: Os Lírios (Rei de Espadas) + as cartas de corte: A Chave (8 de Ouros) e O Jardim (8 de Espadas). A carta dos Lírios é regida pela Lua e nos fala de paz, serenidade, bem-estar, amorosidade, além de carregar a proteção da orixá Oxum. A carta da chave, de novo hoje por aqui, é regida pelo Sol e nos diz que temos a solução, a senha para abrir os caminhos está em nossas mãos. Ela nos traz ainda esclarecimentos, revelações. A carta do jardim rege a casa X da mandala astrológica, casa de Capricórnio, onde temos Plutão e a própria lua em trânsito. Nós diante do mundo, nossa meta de realização pessoal, nosso reconhecimento, e diz respeito aos ambientes que frequentamos e como somos influenciados por eles bem como os influenciamos. O Jardim representa encontros sociais, reunião de pessoas, ambientes agradáveis, bem-estar, colheitas.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua cheia em Capricórnio ativando uma quadratura em T com Mercúrio em Áries, Sol em Touro e Nodo Norte em Libra, e em sextil com o seu dispositor, Saturno R, em Escorpião. À noite, às 20h04, a lua desfaz o sextil com Saturno. Às 20h27, ela fica fora de curso (vazia de aspectos) até a madrugada de amanhã, à 01h19, quando entra em Aquário, para ingressar a fase minguante às 04h53. Quando entrar em Aquário, ela ativa duas quadraturas em T, uma com Sol, Mercúrio e Lilith e a outra com Sol, Mercúrio e Nodo Norte. Plutão R em Capricórnio está na grande cruz cardinal com Urano em Áries, Júpiter em Câncer e Marte R em Libra, e faz sextil com Vênus em Peixes. Saturno R em Escorpião faz trígono com Vênus em Peixes. Lilith em Leão quadra o Sol em Touro. Júpiter em Câncer faz trígono com Vênus em Peixes. Sol em Touro faz sextil com Netuno em Peixes. Meio do Céu em Touro e Ascendente em Leão na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
A lua capricorniana no finalzinho da fase cheia e recém saída do abraço de Plutão e da grande cruz cardinal, se indispõe com Sol, Mercúrio e Nodo Norte, e se harmoniza com seu dispositor, Saturno R.

O feriado tem cara de trabalho e está bom para colocar as caraminholas em ordem, para entender de uma vez por todas o que ainda é motivo de insatisfação consigo mesmo ou com a posição que ocupa no mundo e começar a trabalhar sobre isso, ainda que seja apenas um projeto. O esboço tem tempo para ser aperfeiçoado nos próximos dias, durante a lua minguante, propícia às reflexões e readequações do que se pretende colocar em prática na lua nova da lunação seguinte, que por sinal será bem prática mesmo, em Touro. Além disso teremos nesta semana o impulso da grande cruz cardinal exata, com Marte ativado para nos convocar a parir um novo projeto de nós, requisito exaustivamente fermentado pelo exercício de contradição dos poderosos envolvidos na cruz, Urano, Júpiter e Plutão. Aliás, esses três já se encontram alinhados no mesmo grau, aguardando o executor, Marte, retrógrado em Libra e quase atingindo o grau do concílio em sua marcha à ré. É ele que vai apontar a saída, a solução pacífica e amorosa que no entanto não nos exime da obrigação de executá-la, para o nosso próprio bem. Li ontem um artigo dentre tantos sobre o dia D da grande cruz, que traz um diferencial extraordinário na interpretação do evento celeste. A astróloga portuguesa Vera Braz Mendes traz o argumento que comprova o que todos nós já sabíamos mas não pescamos no mapa que mostra a cruz exata em graus. Só há uma saída para o conflito, a via do amor. Isso já sabemos. Mas a saída está lá, apontada no mapa! E ela referenciou lindamente o que viu.

Sem mais, e infinitamente grata pela leitura desta sublime interpretação e também (sempre) por tantos ensinamentos sagrados à nossa disposição no céu, apresento-vos o texto "Cruz Cardinal - Transcender a Crucificação" de Vera Braz Mendes, para que entendam por vocês mesmos o recado divino.

A lua fica fora de curso às 20h27 e assim permanece até a madrugada, quando entra em Aquário e se faz minguante antes do amanhecer.

As cartas nos trazem os Lírios em destaque, influenciados pela Chave e pelo Jardim (Casa X da mandala astrológica). Repararam a insistência da chave por aqui? E o que é que fazemos quando temos esse instrumento em mãos? Ela não gira por si mesma, a nossa ação é solicitada então. Que tal arrumar o nosso espaço coletivo pra gozar de um mundo melhor? O amor dos Lírios traz a paz em seu bojo. É com esta predisposição dentro de cada um de nós que tudo em volta será mais harmônico. Faça a sua parte.

Hoje vamos de Flora Purim e Dori Caymmi, com o tema de Toninho Horta, Anjo do Amor.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Judith Bärtschi Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário