Google+ Followers

domingo, 16 de março de 2014

porto


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia do Sol, na 2ª hora do Sol: O Coração (Príncipe de Copas) + as cartas de corte: As Estrelas (6 de Copas) e o Livro (10 de Ouros). A carta do coração rege a casa VII, casa de Libra, 2º domicílio de Vênus, esfera dos nossos relacionamentos íntimos e parcerias, e representa envolvimento emocional, amor e paixão. Marte, o guerreiro planeta da ação transita atualmente neste território, o signo de Libra. O Nodo Norte também. A carta das estrelas rege o signo de Aquário, onde temos Mercúrio e Vênus em trânsito, e representa sorte, recompensa, confiança, fé, esperança, segurança emocional e caminhos abertos, além da proteção do nosso anjo da guarda. A carta do livro rege o signo de Peixes, onde temos Netuno e Sol em trânsito, e representa estudos, projetos, e também mistérios, coisas em segredo.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua praticamente cheia em Virgem oposta ao Sol em Peixes e em sextil com Saturno R em Escorpião. Às 13h46 ela inicia um sextil com Lilith em Leão. Às 14h09 ela atinge o plenilúnio (início da fase cheia) e fica fora de curso até às 21h47, quando ingressa Libra oposta ao Sol e em sextil com Lilith. Lilith em Leão quadra Nodo Norte em Libra e faz trígono com o Sol em Peixes. Júpiter em Câncer faz quadratura em T com Urano em Áries e Plutão em Capricórnio e faz trígono com Netuno em Peixes. Urano em Áries faz sextil com Vênus em Aquário. Sol em Peixes faz trígono com Saturno R em Escorpião. Mercúrio em Aquário livrou-se da quadratura com Saturno durante a madrugada, às 03h57, e faz trígonos com Marte R e Nodo Norte conjuntos em Libra. Meio do Céu em Áries e Ascendente em Câncer na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
Em pleno domingo, dia regido pelo Sol e voltado às questões da alma, a lua se faz cheia em Virgem, dentro da lunação de Peixes, encerrando as colheitas do ano astrológico. O plenilúnio se dá em harmonia com Saturno, o senhor do tempo, em revisão no signo que atravessa os portais da vida-morte-vida no processo contínuo de transformação das almas. Por tudo isso, temos a cheia da lua a potencializar os processos do eu, do autoconhecimento e de mais um ciclo que se encerra para que a vida se renove. O que fizemos por nós mesmos nos últimos doze meses? Quanto crescemos e nos enxergamos com olhos mais verdadeiros na busca pelo conhecimento da nossa essência? Quais são os sonhos nutridos que temos a chance de colher efetivamente agora? Quais são as perdas que temos que assumir e deixar ir embora de fato? Olhe para trás, faça o balanço e principalmente agradeça. Desapegue do que não vingou, celebre o que teve força suficiente para romper o chão e se erguer com soberania à sua frente. Tenha em conta agora a suprema força da natureza, que sabe exatamente do que precisamos para cumprir com mestria os planos que traçamos para esta existência terrena. A lua em Virgem livrou o seu dispositor, Mercúrio, da forte cobrança de Saturno. O otimismo é devolvido ao nosso pensamento e às nossas palavras enfim. No eixo Peixes x Virgem buscamos o equilíbrio entre o micro e o macro, fazendo jus à famosa sentença "nem tanto ao mar, nem tanto à terra". E o recado essencial de hoje é: não sejamos mesquinhos, alimentando preocupações extremas apenas com o que podemos ver e tocar. Prestemos mais atenção às coisas sagradas que movem o nosso sentir e que promovem o milagre da potência em nós, com a capacidade de enxergar o mundo inteiro num grão de areia, descortinando os véus que nos impedem de ver com outros olhos e consequentemente de acreditar nas nossas próprias capacidades. Cada um de nós também é uma semente plantada nesse chão abençoado. O que você quer ser quando crescer?

As cartas nos trazem o Coração em destaque, influenciado pelas Estrelas e pelo Livro. Bateu saudade aí da inteireza do seu ser, daquele que você por vezes tem um vislumbre e imagina já ter sido? Guardamos sim esse registro em nós, o somos em potência. Só precisamos acreditar para ter acesso às páginas deste livro de ouro que esquecemos onde foi que escondemos de nós. Encontre-o, encontre-se, dê voz ao seu coração e você terá toda a sabedoria e equilíbrio que precisa para prosseguir. Desperte o seu poder!

E porque ontem à noite fui lembrada desse tesouro por um amigo querido e porque isso sempre faz meu coração sorrir e porque é amor demais e também porque tem tudo a ver com a grandeza de propósitos aqui sugerida, hoje vamos de Dori Caymmi com uma canção que já passou por aqui, mas merece mil vezes bis: Porto.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Judith Bärtschi Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário