Google+ Followers

domingo, 30 de março de 2014

dance me to the end of love


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia do Sol, na 2ª hora de Mercúrio: Os Lírios (Rei de Espadas) + as cartas de corte: A Chave (8 de Ouros) e A Cegonha (Rainha de Copas). A carta dos Lírios, novamente por aqui e no lugar de destaque outra vez, é regida pela Lua e nos fala de paz, serenidade, bem-estar, amorosidade, além de carregar a proteção da orixá Oxum. A carta da chave é regida pelo Sol e nos diz que temos a solução, a senha para abrir os caminhos está em nossas mãos. Ela nos traz ainda esclarecimentos, revelações. A carta da cegonha rege o signo de Áries, onde temos Urano em trânsito, o planeta irreverente que muda as coisas sem aviso, hoje como padrinho do casamento entre Sol e Lua, todos em conjunção. A Cegonha representa novidades, surpresas, mudanças repentinas e para melhor.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a lua nova em Áries em conjunção exata com o Sol e no abraço de Urano, conjunto aos dois. O início da lunação se dá em trígono com Lilith em Leão e na quadratura em T com Júpiter em Câncer e Plutão em Capricórnio. O dispositor desta lua, Marte, está retrógrado em Libra e em trígono com Vênus em Aquário. Ao fim do dia, às 23h45, a lua inicia oposição a Marte R em Libra. Mercúrio em Peixes faz trígono com Júpiter em Câncer e sextil com Plutão em Capricórnio. Às 17h14 Mercúrio desfaz o trígono com Júpiter. Às 21h31 Mercúrio inicia um trígono com Saturno R em Escorpião. Netuno em Peixes faz trígono com Júpiter em Câncer. Vênus em Aquário faz trígonos com Marte R e Nodo Norte conjuntos em Libra e quadra Saturno R em Escorpião. Nodo Norte em Libra quadra Lilith em Leão. Meio do Céu em Gêmeos e Ascendente em Leão na hora do início da lunação e da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
Enfim faz-se o casamento da Lua e do Sol, em Áries, primeiro signo de fogo, abrindo as portas da primeira lunação do ano astrológico, sob as bênçãos de Urano em conjunção com o casal, em harmonia com Lilith em Leão, segundo signo de fogo, e em meio ao conflito dos gigantes Urano, Júpiter e Plutão. Podemos dizer que agora sim, a roda gira efetivamente, nos apresentando a vibração inicial do ano de 2014. A lunação se dá no dia regido pelo Sol e na hora planetária de Mercúrio, aumentando o potencial ígneo, já bastante elevado, e acelerando também a comunicação. O dispositor desta lua, Marte, está retrógrado em Libra, segundo domicílio de Vênus, e em trígono com a própria Vênus em Aquário. No finalzinho da noite de hoje, a lua inicia oposição com Marte, seu dispositor.

Sim, tudo indica que teremos poderosos desafios na área dos relacionamentos, mais uma vez na intenção de transformar, como uma receita de bolo ainda crua, que precisa passar pelo forno para atingir seu objetivo, vir a ser de fato. E a coisa toda vai acontecer muito rápido, com a irreverência de Urano apadrinhando a nova trajetória da lua, é preciso estar atento e forte para não perder o bonde da história. Quem não for igualmente veloz para aproveitar as oportunidades inusitadas, quando der por si, já foi. Isso vale para tudo a partir de agora e especialmente durante as quatro semanas que se seguem, até a lua nova de Touro no dia 29/04, com eclipse anular do Sol. A vida tende a acontecer muito apressada até lá, com um astral agitado, nervoso, impulsivo e altamente criativo e apaixonante. Mas há muito fogo de palha aí também. Uma certa ingenuidade burra paira no ar e podemos facilmente ser enganados ou nos enganar, tropeçar na própria pressa. Quem manda nesta lunação é Marte, o guerreiro em processo de revisão, com o impulso totalmente voltado para dentro e testando o próprio equilíbrio no picadeiro de Libra, onde perde suas dignidades. Então vamos pensar juntos: qual é o grande exercício oculto na alma dessa poderosa fogueira? É descobrir o que arde dentro com força suficiente para impulsionar a transformação do ser, mas ao mesmo tempo com o domínio desta força para não sair atropelando o mundo e de antemão esmagar a semente ainda frágil do que se quer conquistar. Difícil, né? A inteligência emocional será bravamente testada e quem passar no teste terá não só aprendido um tanto mais sobre alquimia, mas também o prêmio da transformação em sintonia com o pedido do céu, aproveitando os conflitos para entender o que não está bacana e, de preferência em conjunto com as pessoas que realmente importam como parceiros, alcançar um novo patamar, mais harmônico e satisfatório para todos os envolvidos. Muitas verdades, nuas e cruas, virão à tona. Onde houver a presença do amor, elas trarão solução. Que saibamos aproveitar o melhor desse astral incendiado, potencialmente milagroso e cheio de luz, amém.

É claro que não foi por acaso que a carta dos Lírios chegou no destaque de novo, desta vez influenciada pela Chave e pela Cegonha. Estamos de mudança, queridos, todos nós. A Chave já está em nossas mãos e a Cegonha nos empurra, com sua peculiar irreverência, para o novo, porque é para melhor e boas surpresas nos aguardam. Mas não podemos esquecer da necessidade de ajuntar amorosidade, serenidade e maturidade ao processo, sob o risco de perder os frutos ao final.

Que todo esse fogo ofertado pelo céu nos encha de vontade de acertar os ponteiros, primeiro com a gente mesmo, com a nossa contradição interna, depois com quem merece a nossa estima e presença, aqui e agora.

Hoje vamos de Leonard Cohen, por Madeleine Peyroux: Dance Me To The End Of Love.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário