Google+ Followers

segunda-feira, 17 de junho de 2013

novos tempos...


Boa tarde, queridos!

Cartas de hoje, dia da Lua, na 2ª hora da Lua: A Criança (Príncipe de Espadas) + as cartas de corte: O Sol (Ás de Ouros) e A Chave (8 de Ouros). A carta da criança rege a casa V da mandala astrológica, casa dos prazeres, da criatividade, da espontaneidade e também dos filhos. A casa V pertence ao signo de Aquário e tem regência de Urano. O arcano também nos fala sobre as mesmas coisas, mas vai além... vibra a esperança e o novo: novas ideias e ideais, novos conceitos e atitudes, novos tempos. A carta do sol rege o signo de Leão, e nos fala de força, garra, caminhos abertos, nutrição e sucesso em nossas questões. A carta da chave é regida pelo Sol, e nos fala de soluções a caminho, esclarecimentos e sucesso também.

No céu do dia temos a Lua crescente em Libra, a conciliadora, em trígono com Marte em Gêmeos e participando de uma quadratura em T com Urano em Áries e Plutão retrógrado em Capricórnio. Marte em sextil com Urano. Mercúrio e Vênus conjuntos em Câncer e em trígono com o Nodo Norte (Cabeça do Dragão) em Escorpião. E o grande trígono de água, envolvendo Lilith em Gêmeos, Saturno retrógrado em Escorpião e Netuno retrógrado em Peixes. Ascendente em Libra e Meio do Céu em Câncer na hora da tiragem das cartas. Stellium em Gêmeos (Marte, Sol e Júpiter) e stellium em Câncer (Lilith, Vênus e Mercúrio).

O novo quer passagem de qualquer jeito. A quadratura Urano x Plutão vem pedindo transformação das velhas e ultrapassadas estruturas. Temos uma revolução legítima em nossas ruas, de um povo cansado pedindo por direitos. Temos a repressão do outro lado, revoltada, agressiva, querendo manter a qualquer custo o status quo. O conflito se instala covardemente, escancarando a ditadura disfarçada de democracia. A juventude está desarmada, não quer guerra, quer mudanças. E pede por elas manifestando-se unida e em paz, armada de amor. Alguns poucos destoam, querendo desordem... quem sabe infiltrados até. Esses não representam o desejo da maioria. Que o novo não se acanhe diante do velho repressor. O mundo inteiro acompanha nossos protestos e torce pelas nossas conquistas. Que as reivindicações sigam criativas e não aceitem provocações.

A tiragem de hoje chega em perfeita sintonia com o céu, encabeçada pela carta da Criança, que traz sobretudo a esperança nos novos tempos que se anunciam, reforçada pelas cartas do Sol e da Chave, como que abrindo passagem para a mudança desejada.
Mas é importante considerar que a criança é inocente e carece de proteção. Há muita tensão no céu e na terra também. Então vamos cuidar para manter os protestos em clima de paz. Os opressores têm suas estratégias para prosseguir com a "ordem instituída" e torcem para que sejamos os primeiros a atirar pedras. Nossas armas são as flores e a certeza da força que um povo unido carrega. Que venha o novo!

Deixo pra vocês a canção mais que apropriada, de Ivan Lins. Degustem!

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Crédito imagem: Drago/Selva SP


Nenhum comentário:

Postar um comentário