Google+ Followers

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

I've got you under my skin


Olá, queridos!

Cartas de hoje, dia de Vênus, na 2ª hora da Lua: A Casa (♥ Rei de Copas ♥) + as cartas de corte: A Cegonha (Rainha de Copas) e A Torre (6 de Espadas). A carta da casa rege a casa IV da mandala astrológica, casa de Câncer, onde temos Júpiter, Lilith e a própria Lua em trânsito, e representa segurança emocional, equilíbrio, proteção, bem como o nosso eu, o nosso lar, a nossa intimidade. A carta da cegonha rege o signo de Áries, exatamente onde temos Urano em trânsito, o planeta irreverente que muda as coisas sem aviso. A Cegonha representa novidades, surpresas, mudanças repentinas e para melhor. A carta da torre é regida por Saturno e tem uma profunda ligação com a fé e a espiritualidade. Ela nos pede uma postura mais contemplativa e um certo isolamento.

Aspectos do Céu:
No céu do dia temos a Lua cheia em Câncer conjunta a Júpiter e Lilith e em trígono com Mercúrio retrógrado e Saturno escorpianos. Urano retrógrado em Áries está em quadratura exata com Plutão em Capricórnio. Netuno retrógrado em Peixes se opõe a Marte em Virgem e faz trígono com o Sol em Escorpião. Plutão em Capricórnio faz sextil com Saturno escorpiano e participa de bisextil com Nodo Norte em Escorpião e com Marte em Virgem. Mercúrio retrógrado e Saturno começam conjunção em Escorpião. Sol e Nodo Norte escorpianos também iniciam conjunção. Sol em Escorpião faz sextil com Marte em Virgem. Vênus em Sagitário está solta no céu, sem aspectos. Meio do Céu em Sagitário e Ascendente em Peixes na hora da tiragem das cartas.

Conselho do Dia:
Ontem não consegui fazer a postagem. Fui dar adeus a um amigo querido que teve a vida interceptada por uma bala direto no coração, vítima da violência urbana. Muita tristeza que ainda permanece como uma sensação de ressaca e dores no corpo todo. Nessas horas vemos como o emocional é poderoso e pode desabar com a nossa estrutura física. Mas divido isso com vocês por um outro motivo: mostrar o outro lado das cartas de quarta-feira que, em sua combinação também avisavam sobre o trágico acontecimento que o final do dia traria. A chave abre ou fecha caminhos, e aliada ao veneno da cobra nas cartas de corte, fechou para sempre a vida do meu amigo, evidentemente representado pelo cigano em destaque na tiragem. A cobra foi o veneno letal, a bala, o tiro. As cartas não mentem e, neste caso, vieram também anunciar a tragédia.

Hoje a lua faz combinações intensas no céu, aliando-se a Júpiter e Lilith nas águas de Câncer e fazendo bons aspectos com Mercúrio retrógrado e Saturno, que já fazem conjunção em Escorpião, signo de água também, evidenciando a nossa intimidade e as nossas relações familiares e íntimas. A lua já recebe as influências da fase minguante, que tem início oficialmente amanhã à noite, nos pedindo ainda mais interiorização e finalização de processos que não lograram êxito em sua plenitude (fase cheia). Com tantos planetas em signos de água, especialmente o poderoso stellium em Escorpião (Sol, Nodo Norte, Saturno e Mercúrio retrógrado), temos aumentada a nossa sensibilidade e intuição, o que nos deixa ainda mais voltados para dentro. O nosso eu, a soma do que fomos desde sempre e no que resultamos agora, passa por necessárias transformações emocionais que, se permitirmos e usarmos isso a nosso favor, resultará no nascimento de novos seres, com uma postura mais equilibrada. Nossas profundezas estão sendo remexidas e serão ainda mais nos próximos dias, em busca do ouro escondido dentro. Não é um mergulho fácil, porque nos coloca de frente com o nosso avesso e lá estão todos os sentimentos pouco nobres que precisamos encarar para transmutar, mas que normalmente fazemos de conta que não existem. É hora de enfrentá-los, digeri-los e reintegrá-los em harmonia, sombra e luz, yin & yang. Vamos partir agora para a finalização da lunação de Libra, que diz respeito a parte de nós que se relaciona intimamente com o outro. O sol já está em Escorpião, signo responsável pela próxima lunação que começa em 3 de novembro. O céu nos mostra agora com muita verdade o que em nós ainda não está pronto para a troca, para nos dar a oportunidade de curar padrões sabotadores que interferem negativamente nas nossas escolhas afetivas. Conhecer o nosso avesso e aceitá-lo é um passo e tanto na preparação para o amor, porque ninguém completa ninguém, pessoas em desarmonia competem entre si. O amor real acontece entre dois seres inteiros.

As cartas, mais uma vez em perfeita sintonia, nos trazem A Casa evidenciando o foco no nosso eu, com influência da Cegonha e da Torre, anunciando as transformações necessárias para a conquista da segurança emocional e do equilíbrio interno.

Hoje vamos de Cole Porter, na maravilhosa versão da escorpiana Diana Krall: I've got you under my skin.

Gratidão!
_/\_

Texto: Lilian Guedes
Baralho: Mystical Lenormand

Nenhum comentário:

Postar um comentário